Meu mundo é feito de sonhos, amores e ansiedade
compartilhe
Você é aquele tipo de pessoa inconfiável, seus movimentos são joguinhos manipuladores, seus discursos nem se fala. Já faz tempo que parei de guiar minha vida com suas frases de para-choque de caminhão. Fui embora. Agora de uma vez. Sem volta e sem conversa. Não estou dizendo isso porque no fundo te quero ralando joelho pelas ruas atrás de mim. Não dessa vez. Não vem com bombons, não vem com desculpas, não vem com canções. Não vem. Dá uma olhada em tudo que você fez e me diz. Viu? A novidade é que o dia que eu sempre prometi que viria, e que você nunca esperou chegar de verdade, veio. Eu cansei. Não sou mais eu. Contou os anos? Quanto tempo esperei por você? Você crescer, você mudar, você mostrar algum remorso. Você tem de querer. Embora eu queira muito, mesmo eu querendo em dobro, não há como querer por você. Só quem enfrenta longas esperas sabe como é o inferno por dentro. Eu sempre falei, um dia alguém tinha de te dizer não. Eu queria que não fosse eu, porque aí eu poderia ficar numa boa e assistir você sofrer, nem que seja calado num canto, mas sofrendo, mostrando algum arrependimento ou qualquer traço humano. Quem sabe eu até enfiaria os dedos ainda com anéis no meio dos seus cabelos e diria que tudo ficaria bem. Agora é tarde, meu anel já se foi, nem os dedos ficaram. Ficar seria tolerar suas mancadas. Você precisa perder pra entender onde errou, que isso que você faz é um erro, um dos feios. Que evitar e não tocar mais no assunto não é perdão ou esquecimento. É sufocar. E eu estava sufocando… Partes de mim querem ir embora, partes de mim querem ficar. Ainda não terminei de gostar de você. Mas consegui. Agora fui. Porque comecei isso querendo ser sua companheira, passei a cúmplice das suas maldades, e ficar dessa vez vai me fazer sua comparsa. Não é um “até amanhã” nem “até breve” e nem “até mais”. É um “até você mudar” ou “até você não ser mais quem você é”. Até nunca, então.
Gabito Nunes. (via sorrisol)
compartilhe
E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.
Caio Fernando Abreu.   (via poesografa)
compartilhe
Eu
tenho
vício em
me magoar.
Serafim. (via amornimous)
compartilhe
Nada do que eu já fiz me agrada. E o que eu fiz com amor? O estraçalhei. Nem amar eu conseguia, nem mesmo amar eu sabia!
Clarice Lispector.   (via demografar)
compartilhe
Machucamos com a voz,
mas para torturar mesmo só com o silêncio.
Fabrício Carpinejar.    (via conversos)
compartilhe
O azar da Tati é que ela não bebe. Essa incômoda lucidez a persegue, sussurrando em seu ouvido que as pessoas, quando dizem as coisas, não estão dizendo as coisas; que aquilo que se mostra não é o que se pensa; que há um abismo entre o que a gente queria que a vida fosse e o que ela é. Esse fosso intransponível é o que leva as pessoas a beber. Ou a escrever. A nossa sorte é que a Tati não bebe.
Antônio Prata sobre Tati Bernardi. (via inverbos)
compartilhe
O pior é quando você já não sabe mais o que está sentindo. É uma sensação de vazio, com tristeza, com saudade, com desilusão, tristeza, dor , solidão, entre outros. E cada passo que você dá, por mais firme que seja ele, você tem a horrível sensação de que vai cair, e mesmo que mil pessoas estejam ao seu lado, você ainda estará sozinha, porque você ainda se sentirá assim; sozinha e perdida dentro do vazio do seu coração. Coração esse vazio e ao mesmo tempo cheio, pesado, carregado de culpa por você achar que poderia ser melhor e que só faz tudo errado. Como se não fosse pouco, sua memória não te ajuda nem um pouco e você começa a lembrar de todos que se foram e te quebraram aos pedaços e assim se sente insuficiente. E é aí que vem a enorme vontade de desistir, jogar tudo pro alto, aumentar as doses entorpecentes e dar um fim, mas você continua. Sem saber porque, mas você simplesmente continua. E a dor também.
Michele Valentim    (via caligrafadas)
compartilhe
A poesia é a emoção expressa em ritmo através do pensamento, como a música é essa mesma expressão, mas direta, sem o intermédio da ideia. Musicar um poema é acentuar-lhe a emoção, reforçando-lhe o ritmo. (…) Um poema é uma impressão intelectualizada, ou uma ideia convertida em emoção, comunicada a outros por meio de um ritmo. Esse ritmo é duplo num só, como os aspectos côncavo e convexo do mesmo arco: é constituído por um ritmo verbal ou musical ou de imagem que lhe corresponde, internamente.
Fernando Pessoa.  (via apagou)
compartilhe
Pior do que doer, é não sentir nada. É isso. Eu não consigo sentir mais nada. Um vazio aqui dentro sabe? Não sei mais o que sentir, esqueci como se sente o amor, e até mesmo a falta dele.
Anonymous.  (via repouse)
compartilhe

"Você mudou comigo. Ficávamos horas e mais horas conversando, rindo, brincando…Nunca faltavam assuntos, por mais variados que fossem. Você me irritava, eu fazia o mesmo, compartilhávamos novidades, alegrias, e também tristezas. Você foi uma das pessoas em que mais confiei, em toda a minha vida. Foi. Não é mais. Agora o adjetivo que lhe atribuo, é “distante”. Você sempre prometia que nunca iria me esquecer, nem me abandonar, me trocar…Sempre tive a certeza que a nossa amizade duraria para sempre. Mas como as coisas nem sempre são como pensamos, me enganei. Hoje, fico surpresa quando você me pergunta se estou bem. Mais surpresa ainda, quando puxa algum assunto comigo… Eu literalmente não faço ideia do que aconteceu com você. Eu era a pessoa que mais sabia sobre você, sabia de todas as suas fraquezas e seus segredos. Hoje? Não sei mais nem onde você está. É, mas apesar disso, você me fez abrir os olhos, de que nada é eterno, e que as promessas não valem nada, até que você as cumpra.

compartilhe
Eu que gritei para tantas pessoas ficarem, hoje só quero mesmo é que elas sumam de uma vez por todas.
Tati Bernardi.   (via invernaste)

morgandavidsonart:

All my colored pencil seasons together finally!

envolvendo-se