Meu mundo é feito de sonhos, amores e ansiedade
compartilhe
Viu como pensa a maioria: ‘Pessoal, é noite de sexta, o que vamos fazer? Ficar aqui sentados?’. Eu respondo sim porque não tem nada lá fora. É estupidez. Gente estúpida misturada com gente estúpida. Que se estupidifiquem eles, entre eles.
Bukowski  (via palavrisses)
compartilhe

Ela está mudada. Grossa. Calada. Fria. Ignorante. Quieta. Desconfia de tudo… Mas no fundo, ela só não quer ter o coração partido outra vez.

compartilhe

Se vai me chamar no wpp, sumir e reaparecer 2 meses depois, tome no cu e um chá de noção antes de realizar tamanha babaquice!

compartilhe
Eu chorava e não entendia, apenas não entendia, e não entender dói, e a dor fazia com que eu chorasse. Eu sentia saudade, uma saudade apertada da gente, principalmente da gente.
Caio Fernando Abreu.   (via constelava)
compartilhe
E eu perdi o amor-próprio, o juízo, a vergonha na cara e te pedi tantas vezes por-favor-fica-comigo e você nem sequer me olhou nos olhos, você nem teve a capacidade de conversar me encarando, com decência, com honestidade, com carinho. E isso me doeu por tantos dias, tantos meses. E fiquei completamente perdida, rasgada por dentro. E demorei pra me reconstruir e ajeitar de novo todas as coisas na minha vida e na minha história.
Clarissa Corrêa (via poesografa)
compartilhe
Mas que bobagem, o tempo não apaga nada! Arrumamos novas dores pra sentir e as velhas dores guardamos no fundinho da alma.
Matilda   (via poesografa)
compartilhe
Falta-me a primeira condição da paz interior: eu não creio na sinceridade dos outros.
Machado de Assis.  (via poesografa)
compartilhe
Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.
Carlos Drummond de Andrade.  (via constelava)
compartilhe
Você não conseguiria me entender, nem mesmo se estivesse dentro da minha mente.
Dois tons de amor.  (via romanteios)
compartilhe
Eu tenho que estar bem, sem estar bem… Isso cansa.
Cartas dos Derrotados.  (via oratoriodepoetas)
compartilhe
Na maioria das vezes a vida é como um espinho no pé: chata, irritante e dolorosa.
Era uma vez eu, José. (via demografar)
compartilhe

O seu silêncio me diz coisas que eu não quero ouvir, mas se pudesse escutar o meu, iria ver o quanto te quero bem.

envolvendo-se